carrinho
home blog empreendedorismo Aprenda a fazer a precificação de produtos corretamente
dica varejo

Aprenda a fazer a precificação de produtos corretamente

empreendedorismo, loja, varejo

É comum que muitos empreendedores iniciantes (ou não) encontrem como uma das maiores dificuldades na gestão de seus negócios realizar a precificação de produtos.  No entanto, a realização correta e estratégica dessa atividade é um dos mais importantes pilares para o êxito de qualquer negócio.

Assim sendo, neste artigo vamos esclarecer o porquê de a precificação de produtos correta ser tão imprescindível, trazendo algumas das principais dicas para você adotar no dia a dia da sua empresa, além dos benefícios que essa estratégia pode trazer para o seu empreendimento. Boa leitura!

Afinal, o que é a precificação de produtos?

Imagem de uma pessoa segurando uma etiqueta de precificação de produtos na palma da mão.
O processo de precificação de produtos é completamente estratégico.

Sempre que vamos até um estabelecimento enquanto clientes, é comum encontrarmos produtos dos mais variados preços possíveis. Seja no atacado ou no varejo, fato é que existem opções semelhantes em diferentes graus de qualidade, para todos os públicos e bolsos

No entanto, você já parou para se questionar quais fatores levam as empresas a optarem pela determinada precificação de produtos que você encontra nas prateleiras ? sejam físicas ou virtuais? 

Parar para pensar, analisar e refletir sobre essas questões é o primeiro passo a ser dado por aqueles que desejam aprender como precificar um produto corretamente. 

Em outras palavras, para acertar na precificação, é preciso compreender e interpretar todas as variáveis que estejam direta ou indiretamente ligadas ao item ou serviço em questão. 

A partir daí, é possível chegar até um valor que poderá não só arcar com os custos dispensados, como também garantirá uma margem de lucro ao final da venda.

Por que a precificação de produtos é importante?

Se você está aqui para aprender como precificar um produto, é preciso antes entender o que faz essa estratégia ser tão eficaz na hora de garantir o sucesso em vendas de qualquer negócio, seja de qualquer tipo ou nicho.

Entretanto, isso não significa que todas as pessoas saibam precificar seus produtos e serviços adequadamente.

Ficam com a falsa impressão de lucro quando na realidade estão perdendo dinheiro, e é por esse motivo que muitas empresas acabam decretando falência.

Passo a passo de como fazer a precificação de produtos corretamente

Como estamos falando de números, é natural que exista uma fórmula matemática, baseada em fatores comerciais e estratégicos, que garantem uma melhor precificação de produtos

Mas antes de aplicá-la, é preciso seguir um passo a passo. Vamos lá?

  1. Determine os custos e as despesas
Vendedora dentro de uma loja de roupas segurando um tablet. Ela veste um vestido amarelo e encosta em seus óculos com uma das mãos.
Fazer os cálculos corretos para cobrar pelo seu produto faz com que sua empresa se torne mais competitiva dentro do mercado.

A primeira medida a ser adotada é a avaliação de todos os custos de produção ou comercialização dos seus produtos.

Isso pode parecer óbvio, mas fato é que muitos varejistas acabam, já nesta etapa do processo, definindo preços muito baixos, já que acreditam que um alto volume de vendas pode ser suficiente para pagar o gasto operacional. Considere:

  • Custos de produção: são as despesas investidas na fabricação da mercadoria;
  • Custos operacionais: aluguel de espaço, logística, pagamento de fornecedores etc.;
  • Impostos e taxas: aqui, você deve levar em consideração o regime tributário do seu negócio, uma vez que o pagamento de tributos afeta a margem de lucro do seu empreendimento.
  1. Escolha uma margem de lucro

Esse passo é muito importante na precificação de produtos: qual será o lucro líquido que você terá com a venda de um determinado produto? 

Sua importância se dá pelo fato de que não basta que a quantia arrecadada seja suficiente para pagar o custo da produção.

Para a sua venda ter sentido, é preciso que você obtenha um ganho adicional ao levar determinado produto até o consumidor. Caso contrário, terá trabalhado em vão, certo? 

Se o seu programa ignora esse fator, sua empresa pode não sobreviver.

O lucro é o resultado básico da diferença entre o lucro gerado pelas vendas e os custos existentes. 

É preciso salientar que não existe uma margem de lucro padronizada para todo tipo de negócio. Assim sendo, você precisa prezar pelo equilíbrio, de modo a ter um ganho que seja realista. E este equilíbrio se baseia no princípio de:

  • Preços muito baixos te trarão prejuízos;
  • Preços muito altos afastam os clientes, e vendas não serão feitas.

Atente-se a esse detalhe, que deve levar em consideração justamente o poder aquisitivo do público-alvo que você deseja atrair para o seu tipo de negócio. 

  1. Esteja sempre de olho no mercado

O terceiro passo para a precificação de produtos é ter sempre uma visão geral sobre os elementos mercadológicos que compõem essa estratégia.

Para isso, não deixe de observar quais são os valores que a concorrência está cobrando e o quanto os seus consumidores se engajam com o negócio.

Quando os concorrentes estão oferecendo as mesmas condições comerciais que você, talvez seja hora de aplicar vantagens extras.

Assim como uma melhor variedade de produtos, um atendimento de excelência personalizado ou outros benefícios que agreguem valor à sua marca, como promoções ou outras estratégias de fidelização de clientes.

  1.  Atente-se ao ciclo de vida da mercadoria, quando for o caso
Imagem de um vendedor ao lado de fora de sua mercearia. Ele veste um avental e está falando no celular enquanto encosta em um dos tomates em meio a outros produtos de hortifruti. 
Colocar o preço errado em sua mercadoria pode colocar seu negócio em risco.

Em um aspecto mais generalizado, muitos produtos apresentam ciclos de vidas em quatro etapas: 

  • Lançamento;
  • Procura;
  • Maturidade;
  • Decadência.

E cada ciclo precisa de um valor correspondente, que estará diretamente ligado à sua busca por parte do público. 

O vencimento de produtos alimentícios e químicos também faz parte desta lógica, o que faz com que seja natural que muitas empresas realizem queimas de estoques e abaixem seus valores, de modo a não obter prejuízos.

  1. Hora do cálculo
Imagem de um floricultor sentado em uma mesa fazendo o cálculo da precificação de produtos da sua loja. Atrás dele e em cima da mesa há alguns vasos de plantas.
Para que seu negócio seja sustentável, é necessário realizar um cálculo para fazer a precificação de produtos corretamente.

Conforme dito, existe uma operação matemática que ajuda na precificação de produtos. E é hora de conhecê-la.

Em suma, é preciso somar o custo total por mercadoria, o percentual de custos fixos e a margem de lucro almejada, mas tendo atenção ao uso de porcentagens e considerando que o preço da venda equivale a 100% do resultado do cálculo.

Vamos supor que o custo total da sua mercadoria será de R$10, com percentual de custos fixos de 20%, e você deseja um lucro de 10%. Assim, você pode utilizar a fórmula (sendo PV o valor presente):

PV (100%) = 10% + 20% = 10

PV (100%) ? 30% = 10

PV 30% = 10

PV = 10/50%

PV = 0,2 x 100 = R$ 20

Resumidamente, o valor de R$20 é o ideal para que você realize a sua venda, dentro dessa estratégia apresentada, levando em consideração todos os demais itens apresentados nesse artigo sobre precificação de produtos.

Gostou do post? Para ler mais dicas que podem trazer novos insights para a gestão do seu negócio acesse nosso blog!

publicado em empreendedorismo.

tags empreendedorismo, loja, varejo.

assuntos relacionados
Fornecedor em frente a algumas caixas de papelão enquanto faz anotações em uma prancheta.

empreendedorismo, varejo

5 critérios para considerar na seleção de fornecedores

A seleção de fornecedores é um dos itens mais importantes na administração de qualquer empresa que necessite do bom funcionamento de sua cadeia de suprimentos para poder operar suas atividades normalmente.  Por ser uma ação muito estratégica, que quando adotada incorretamente pode trazer muitos prejuízos à rotina comercial e administrativa, é preciso levar em consideração […]

ver mais
Close-up dos braços de duas pessoas estendidos na frente um do outro. Uma pessoa segura um cartão de crédito e a outra uma máquina de cartão.

Inovação, loja, varejo

Você conhece a diferença entre preço e valor?

Embora sejam palavras muitas vezes associadas como sinônimos, a diferença entre preço e valor pode ser gritante e muito significativa para a estratégia comercial da sua empresa. Evidentemente, ambas as expressões são correlacionadas e também complementares, mas é interessante saber quando se aplica cada uma delas. Conhecer a diferença entre preço e valor pode fazer […]

ver mais
Imagem de uma vendedora entregando uma sacola de compra para a cliente dentro de uma loja de roupas.

loja, vendas

7 melhores técnicas de abordagem de vendas

Embora existam pessoas naturalmente mais inclinadas ao talento da negociação com clientes, uma boa estratégia comercial passa por um aprimoramento de técnicas, e dominar uma abordagem de vendas de excelência é uma delas. O papel da abordagem de vendas no processo comercial é muito importante justamente por se tratar da primeira impressão que o cliente […]

ver mais
Imagem publicitária da nova coleção de esmaltes Risqué + Iza.Imagem publicitária da nova coleção de esmaltes Risqué + Iza.

lançamentos, loja

Nova coleção Risqué + Iza

A coleção de esmaltes Risqué+Iza aborda o universo feminino de maneira única, principalmente pela linha de esmaltes ter sido criada tendo como inspiração a cantora Iza, dona de hits como ?Brisa?, ?Ginga? e ?Meu Talismã?. Considerada uma das mais importantes personalidades midiáticas e do cenário musical da atualidade, a artista é sinônimo também de beleza, […]

ver mais